Óleo antissinais Divine, de L’Occitane en Provence.

Loccitane óleo divine favo de fel

A L’Occitane é uma marca que acompanho bastante, assim como a maioria das mulheres super vaidosas, mesmo que o orçamento ainda não privilegia tantas compras por lá, né.

A versão que testei é de miniatura da linha de cuidados faciais rejuvenescedoras chamada Immortele e que veio em um estojo com mais outros três itens.

Por ter a consistência de óleo puro, sempre evitei usá-la de forma a sobrecarregar meu rosto que é bem oleoso.

Assim, preferi deixá-lo próximo de minha cama para usá-lo apenas antes de dormir e nos dias em que a limpeza de minha pele ao dia fosse mais intensiva, já que os tratamentos para a pele oleosa também são fortes. Tudo para que o produto agisse sem outros fatores, como sol, poluição e fadiga.20180624_130218

Ou seja, a oleosidade tem de ser controlada e não totalmente retirada, pois o nosso corpo produz o sebinho justamente como um fator de proteção, tal como a cutícula que dificulta a entrada de micróbios nas unhas.

Por isso, cremes e óleos hidratantes de efeito anti-idade, bem como produtos com maior percentual de ácidos antiacne são mais utilizados por mim a noite.

A fragrância é uma delícia, com contador que evita a contaminação do produto, controla desperdício e facilita o manuseio.

Eu pingo um pouco em cada bochecha, nariz, queixo e testa.

Ele espalha super bem, a não ser que sua pele esteja muitíssimo seca. Nesse último caso, a absorção é muito rápida e você precisará reaplicar com outras pouquíssimas gotas.

Daí o recomendado é promover a absorção, massageando levemente o rosto em movimentos circulares e de baixo para cima.

Uma dica que a própria marca recomenda e misturar gotinhas de óleo ao creme anti-idade (que acaba rendendo mais e intensifica o tratamento, né).

Mas é depois de duas horas que sinto as melhores percepções: a pele fica hidratada e macia com um toque umectante, mas longe de provocar oleosidade (ufa, ai que bom :))

E outra coisa que eu notei é que ele auxilia na remoção de cravinhos mais grossinhos (aqueles que têm uma espécie de capinha). Com isso, meu narigão ficou mais lisinho.

Quanto às linhas faciais, é cedo conferir os seus resultados mesmo para pequenos sinais, mas creio, sim, que ele possa surtir efeito por tratar bem a pele sem sobrecarregá-la.

No site, o óleo custa a partir de R$ 260,00 (15ml.), mas além da Immortelle ainda contém outros blends de óleos, tais como o de prímula, gerânio, camelina, espinheiro e por aí vai. A miniaturinha me custou beeem menos, mas não lembro exatamente quanto.

Imagem relacionadaSOBRE A PLANTA: Immortelle não é apenas o nome criado pela marca, mas realmente como essa plantinha é popularmente conhecida (Helichrysum italicum – nome científico) e é um dos óleos mais ricos, estudos e valiosos que já foi descoberto.

É mais abundante na região do Mediterrâneo, principalmente em Córsega, mas ainda assim é considerada rara e, logo sua exploração requer muita cautela.

Embora tenha um aspecto simples e delicado, ela se mostra muito resistente, inclusive ao sol. Por isso, muito de seu nome se atribui a esta característica, além de uma completude de funções (auxilia no trato de dores de cabeça e ótima para recuperação de tecidos e células – desde hematomas à cicatrização de cortes e queimaduras, além da produção de células novas – daí um poder rejuvenescedor).

Outra propriedade que lhe confere um poder de vitalidade ao nosso corpo (e até a mente) é de que também se utiliza para cuidados antidepressivos e relaxantes, melhorando o aspecto emocional.

Mais em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Helichrysum_italicum

http://www.aromaflora.com.br/helicrysum-italicum/

http://www.vitaminasnaturais.com/beneficios/oleo-essencial-immortelle-beneficios-e-para-que-serve-planta/

http://www.annuaire-sites-wordpress.com/2013/08/limmortelle/

https://terra-flor.com/blog/oleo-essencial-da-plenitude/

http://g1.globo.com/globo-reporter/noticia/2015/07/oleo-imortal-tem-fama-de-milagroso-e-ajuda-no-antienvelhecimento.html