Creme Facial Revitalift Laser X3, de L’Oréal Paris

resenha revitalift laser x3 loreal paris - blog

Já é a segunda vez que eu utilizo esse produto, mas não com o mesmo brilho nos olhos de quando usei pela primeira vez logo na época de seu lançamento no ano passado.

Achei muito bom mesmo, mas potencialmente nocivos por alguns componentes vistos mais adiante e que só me atentei ao reter a caixa secundária de embalagem dessa vez.

Embalagem:

A composição química, assim como o descritivo das funções estão contidas apenas na caixa secundária, infelizmente.

A embalagem, embora seja muito elegante, especialmente na tampa metálica quadrada de pontas arredondadas, não vem com qualquer pázinha para evitar a contaminação do creme em relação à qualquer ação externa, inclusive de nossos dedos mesmo higienizados.

Creme Anti-Idade L'Oréal Paris Revitalift Laser X3 Diurno - Época ...  Creme para Rugas L'Oréal Revitalift Laser X3 | Beleza na Web

Proposta:

A marca destaca a garantia de 3 (três) principais funções: a de corrigir rugas; de redensificar a pele, isto é, atuação de reforço das fibras que sustentam a cútis e de remodelar a pele, com a produção componentes naturais da pele e preenchimento de sua estrutura interna da derme, dos efeitos causados com o envelhecimento cutâneo.

Para tanto, a marca também diz ser o produto dermatologicamente testado para todos os tipos de pele, também baseado em teste em vitro e estudo clínico com 60 mulheres.

Os ativos que a marca mais chama a atenção são: ácido hialurônico e o pro-xylane (identificada como hydroxypropyl tetrahydropyrantriol), mas eu fiquei muito, mais muito assustada mesmo de a L’Oréal ainda usar ingredientes alertados constante e internacionalmente como nocivos à nossa saúde, como alumínio microplásticos e parabenos (derivados de petróleo):

Composição: aqua, glycerin, isohexadecane, hidroxypropyl tetrahydropyrantriol, dimethicone, isopropyl isostearate, aluminium starch octenylsuccinate, propylene glycol, nylon-12, octyldodecanol, cetyl acohol, ammonium polyacryldimethyltauramide / ammonium polyacryloyldimethyl taurate, behenyl alcohol, C13-14 isoparaffin, PEG-100 stearate, stearic acid, stearyl alcohol, arachidyl alcohol, triethanolamine, cetearyl alcohol, cetearyl glucoside, palmitic acid, adenosine, disodium EDTA, disodium stearoyl glutamate, hydrolized hyaluronic acid, capryloyl salicylic acid, laureth-7, polyacrylamide, polyethylene, methylparaben, phenoxyethanol, CI 15985/Yellow 6, CI 19140/Yellow 5, linalool, isoeugenol, limonene, citronellol, benzyl alcohol, parfum/fragrance (F.I.L. B165083/1)

Enfim e, esperando mesmo que a marca substitua os ingredientes nocivos, é de se perceber que há maior concentração do anti-aging pro-xylane que do ácido hialurônico. O primeiro é também um potencializador na diminuição dos sinais de envelhecimento da pele, estando presente em muitos produtos preenchedores das linhas de expressão. Sua função também é a de tornar a pele menos fadigada.

O ácido hialurônico, por sua vez, estimula a produção de colágeno, contribuindo no preenchimento da pele, para disfarçar rugas e olheiras, promovendo ainda a hidratação e podendo devolver uma luminosidade mais natural da pele.

Considerações:

Fragrância: Lembra muito a fragrância do perfume Ralph Lauren, então tecnicamente foge doa cheirinhos mais típicos que esperamos nos cremes faciais.

Textura: tem a cor de um amarelo bem pastel em um de seus primeiros tons. O creme é mais denso, porém não pesa no rosto.

Resultado:

Uso sempre antes de dormir e não acordo com a pele oleosa.

Também senti um leve efeito lifting (levantada), como se minha pele ficasse sutilmente esticada e descansada.

Só não aprovo mesmo o produto por conta desses ativos suspeitos que citei anteriormente. Uma pena, mas pode melhorar (espero eu).