Cuidado com a INSOLAÇÃO (motivo de minha ausência)

Deixei de postar muitas ideias que tinha para meu blog nas primeiras semanas de dezembro, mas experimentei um descuido exclusivamente meu e que serve de lição para que não cometam: subestimei a minha resistência ao calor e, no afã do exercício de minha profissão, me expus excessivamente ao sol, durante minhas idas e vindas aos fóruns e entrega de ordem judicial e… o resultado foi: INSOLAÇÃO.

Resultado de imagem para gif calor teletubbies

Coisa que nunca tinha acontecido comigo e achava quase que uma baboseira, na verdade, algo que as pessoas alertavam de forma sensacionalista. Eu estava errada.

Tive praticamente todos os sintomas. Só não desmaiei.

Por conta de dois dias de insolação, meu organismo levou semanas para se recuperar. PORTANTO ISSO É SÉRIO MESMO!

No primeiro dia eu nem tomei tanto sol assim. Cheguei mal em casa e acordei mais indisposta ainda. Não tinha me tocado que pudesse ser insolação, mesmo achando esquisito ser efeito da vacina contra febre amarela que tomei quase um mês antes.

Mas daí veio uma tarefa em que precisei, de imprevisto, esticar diligências para outro lugar de difícil acesso e o sol não perdoou. O asfalto fritava de tarde e eu tinha de cumprir a atividade o quanto antes.

Tinha esquecido o protetor solar para reaplicá-lo e o galão de água tinha acabado quando precisei sair, ou seja, não me abasteci muito bem de água.

Mas numa altura do campeonato, os líquidos que eu ingeria não surtiam efeito, tampouco água de coco que tomei.

Para piorar, estava sem sombrinha e não cobririam os custos de táxi ou algo parecido.

Daí, o que era apenas uma indisposição no 1º dia, se agravou no 2º em diante.

Eis um pedaço do resultado – – – meu ombro visto de cima:

insolação.jpg

 

Os sintomas que eu apresentei:

  1. Minha pele mal dava para encostar – pelava;
  2. Febre baixa e com tremor de frio;
  3. Dor no corpo, especialmente nas juntas;
  4. Uma dor de cabeça horrível e incessante durante quatro dias;
  5. Tontura;
  6. Ânsia constante (não vomitei porque sou daquelas que resisto ao máximo pra isso);
  7. Diarréia;
  8. Falta total de apetite;
  9. Forte cansaço e desânimo total;
  10. Palidez, com exceção das partes queimadas;
  11. Inconsciência leve – lembro de andar meio que ao léu até escapar do sol.

O pior é que mesmo bebendo muito líquido eu quase não urinava. Era como se meu corpo todo absorvesse, rapidamente, cada gole para cada tecido corporal, não tendo muito o que eliminar. Isso era perceptível.

E, se é que pode piorar, não podia me afastar do trabalho, pois o recesso forense estava por vir, teria um pouco de minhas merecidas férias e tinha de deixar tudo adiantado. Preferi, assim, me recuperar muito aos poucos, sem comer nada do que tinha vontade.

E, agora recuperadinha em negligenciar meus próprios limites, é que peço desculpas por ficar ausente aqui.

Resultado de imagem para gif calor

NOSSO CLIMA É QUENTE DEMAIS PARA ESQUENTARMOS REPROVADAMENTE NOSSAS CABEÇAS: PORTANTO, USEM E ABUSEM DE PROTETOR SOLAR, ÁGUA TERMAL, CHAPÉU, SOMBRINHA, mesmo que não combine nada com a sua vestimenta.

EVITEM, SEMPRE QUE POSSÍVEL, OS HORÁRIOS DE MAIORES INCIDÊNCIAS DE RAIOS SOLARES E BEBAM MUITA ÁGUA!!! OUTROS LÍQUIDOS? ÁGUA DE COCO E SUCOS NÃO MUITO CÍTRICOS OU ALCOÓLICOS.

A queimadura causada pelo sol, como a insolação, já é considerada como de 1º grau bem calibradinha e não se pode descuidar.

Resultado de imagem para gif calor

Saiba mais em: https://www.infoescola.com/medicina/tipos-de-queimaduras/

http://www.minhavida.com.br/saude/temas/insolacao

https://www.tuasaude.com/sintomas-de-insolacao/

http://saude.ccm.net/faq/6222-insolacao-sintomas-e-tratamento

http://www.abc.med.br/p/sinais.-sintomas-e-doencas/291840/insolacao+o+que+e.htm

Resultado de imagem para gif calor

Anúncios