O Fabuloso Destino de Amelie Polain

Um belo filme  francês indicado a várias premiações e com ênfase na narração em terceira pessoa durante todo o filme, com atividades de brincadeiras simples e infantis, mas  criativas.

large.gif

o_fabuloso_destino_de_amc3a9lie_poulain_1.gif

tumblr_lxlh8u0lef1qk68r6o1_500.gif

No começo, durante a  apresentação de seus pais, a narração parece ser falada de acordo com depoimentos de uma criança, sendo o início do filme bastante tragi-cômico.

Assim, é contada a história de uma criança que cresce longe de interação social, principalmente escolar, por pura paranoia dos pais até a sua adolescência, onde alcança o emprego como garçonete.

Algumas de suas manias estranhas, porém previsíveis, também fizeram me identificar, principalmente com o tique do crème brûlée.

Isso sem contar na fisionomia excêntrica, pouco vaidosa e bastante expressiva:

Enfim, Amelie acaba por pegar gosto em ajudar pessoas desconhecidas e esperar suas expressões sem muita interferência, de criar boas expectativas nos outros, tudo de forma discreta e ao mesmo tempo com requintes de pistas e mistérios.

A essência dos sentimentos em ímpeto durante o cotidiano é o que importa no filme.

De um modo geral, são proporcionadas singelas emoções capazes de nos confortar e procurar fazer o bem.

Uma conclusão de que podemos querer interferir no destino de terceiros, mas sem conseguir controlar ou organizar o próprio destino.

Outra atenção especial e que combinou perfeitamente com a atmosfera tipicamente parisiense é a trilha sonora, além da decoração vintage, módica e cômica do apartamento onde mora, especialmente seu quarto.

Eu, particularmente, amei os abajures, em especial a cúpula do abajur presente no lado esquerdo da personagem.

as-cores-por-tras-do-filme-o-fabuloso-destino-de-amelie-poulain.html.jpg

E fiquem com as músicas que mais gostei da trilha sonora (abaixo da ficha técnica)

Confira o trailer:

Ficha técnica:

Sinopse: Após deixar a vida de subúrbio que levava com a família, a inocente Amélie (Audrey Tautou) muda-se para o bairro parisiense de Montmartre, onde começa a trabalhar como garçonete. Certo dia encontra uma caixa escondida no banheiro de sua casa e, pensando que pertencesse ao antigo morador, decide procurá-lo ­ e é assim que encontra Dominique (Maurice Bénichou). Ao ver que ele chora de alegria ao reaver o seu objeto, a moça fica impressionada e adquire uma nova visão do mundo. Então, a partir de pequenos gestos, ela passa a ajudar as pessoas que a rodeiam, vendo nisto um novo sentido para sua existência. Contudo, ainda sente falta de um grande amor.

Título Original: “Le Fabuleux Destin d’Amélie Poulain”.

Diretor: Jean-Pierre Jeunet

Produção:  Claudie Ossard, France 3 Cinéma, StudioCanal, Tapioca Films, Victoires International, Filmstiftung, MMC Studios Köln GmbH, Sofica Sofinergie 5

Distribuição: Lumière

Gênero: Comédia romântica

Elenco: Audrey Tautou, Mathieu Kassovitz, Rufus, Lorella Cravotta, Serge Merlin, Jamel Debbouze, Clotilde Mollet, Isabelle Nanty, Dominique Pinon

Lançamento: 2001

Música:  Yann Tiersen

Figurino: Madeline Fontaine

Fotografia: Bruno Delbonnel

Desenho de Produção: Aline Bonetto

Duração: 117 min.

Premiações e indicações:

Oscar – Filme Estrangeiro / Direção de Arte / Fotografia / Som / Roteiro Original

Globo de Ouro – Filme Estrangeiro

César – venceu nas categorias: Filme / Diretor / Trilha Sonora / Cenário

 

Anúncios