Olha e repara… E escutem Os Paralamas do Sucesso

Se existem bandas brasileiras de que eu gosto muito, Paralamas do Sucesso estará sempre elencado por mim. Uma das melhores bandas do nosso pop rock.

Então, como hoje eu estou com muitas músicas deles na cabeça, externalizarei aqui:

Quando tá escuro
E ninguém te ouve
Quando chega a noite
E você pode chorar

Uma noite longa
Pra uma vida curta
Mas já não me importa
Basta poder te ajudar

E são tantas marcas
Que já fazem parte
Do que eu sou agora
Mas ainda sei me virar

Olhos fechados
Pra te encontrar
Não estou ao seu lado
Mas posso sonhar
Aonde quer que eu vá
Levo você no olhar
Aonde quer que eu vá
Aonde quer que eu vá

A vida sem freio me leva, me arrasta, me cega
No momento em que eu queria ver
O segundo que antecede o beijo
A palavra que destrói o amor
Quando tudo ainda estava inteiro
No instante em que desmoronou
Palavras duras em voz de veludo
E tudo muda, adeus velho mundo
Há um segundo tudo estava em paz

Cuide bem do seu amor
Seja quem for
Cuide bem do seu amor
Seja quem for

Faz tanto frio, faz tanto tempo
Que no meu mundo algo se perdeu
Te mando beijos
Em outdoors pela avenida
E você sempre tão distraída
Passa e não vê, e não vê

Eu quis dizer
Você não quis escutar
Agora não peça
Não me faça promessas

Eu não quero te ver
Nem quero acreditar
Que vai ser diferente
Que tudo mudou

Você diz não saber
O que houve de errado
E o meu erro foi crer
Que estar ao seu lado
Bastaria
Ah! Meu Deus
Era tudo o que eu queria
Eu dizia o seu nome
Não me abandone

Mesmo querendo
Eu não vou me enganar
Eu conheço os seus passos
Eu vejo os seus erros
Não há nada de novo
Ainda somos iguais
Então não me chame
Não olhe pra trás

 

Essa, sem dúvidas, eu gosto por demais:

Vou sair pra ver o céu
Vou me perder entre as estrelas
Ver daonde nasce o sol
Como se guiam os cometas pelo espaço
E os meus passos, nunca mais serão iguais
Se for mais veloz que a luz, então escapo da tristeza
Deixo toda a dor pra trás, perdida num planeta abandonado no espaço.
E volto sem olhar pra trás

Suas músicas são de conteúdos bem ecléticos. Aqueles músicos que expressam composições doces e suaves, também saber muito bem criticar a realidade do país:

Todo dia o sol da manhã vem e lhes desafia
Traz do sonho pro mundo, quem já não o queria
Palafitas, trapiches, farrapos
Filhos da mesma agonia

E a cidade que tem braços abertos num cartão postal
Com os punhos fechados na vida real
Lhe nega oportunidades
Mostra a face dura do mal

A arte de viver da fé
Só não se sabe fé em quê

 

E não poderia deixar de citar a parceria entre Herbert Vianna e Cássia Eller. Esta música é ótima e cantada em inglês. Uma mescla muito boa mesmo, bonito de se ver dois grandes músicos lado a lado no clipe:

E, na minha opinião, o melhor clipe dos Paralamas: Ela Disse Adeus, com magnânima participação de Fernanda Torres. Muito engraçado!

 

Letras extraídas do site: http://www.letras.mus.br

 

Anúncios