Amplificadores ficam mais rápidos: Heavy Metal e o movimento Punk

dio - Cópia

Muito desencadeado na Grã-Bretanha, o Heavy Metal aprimorou o som mais pesado que o Hard Rock já vinha desenvolvendo.

O baixo começa a ressaltar, bom para aqueles que alegam nunca escutar o seu som. Exemplo disso é na parte final da música Iron Man, clássico da banda britânica Black Sabbath que, na minha opinião é uma das banda mais renomadas quando se trata do surgimento deste gênero musical.

As baterias ficam mais impactantes e rápidas. Há uma série de riffs e solos de guitarras, alguns em “cavalgadas”, tal como o Iron Maiden.

Os vocais são impactantes, técnicos e limpos.

Desconsiderando tenores e toda uma música clássica, propriamente dita, posso considerar que é aqui que considero dois dos melhores vocalistas da história, na minha opinião: Ronnie James Dio (1942 – 2010) e Bruce Dickinson, que já mencionei por aqui.

Dio será sempre lembrado pela sua gentileza por todos os músicos que o conheceram e por sua grandiosa voz, contrastando com sua estatura rsrsrs. Foi front-man das bandas Rainbow, Black Sabbath (em substituição de Ozzy Osbourne) e Heaven and Hell, mas tem diversos trabalhos em carreira solo.

Uma das bandas mais conhecidas, incluindo camisetas e em diversos outros produtos comerciais é o Iron Maiden que, é uma das bandas que mais gosto de todo o fluxograma que citei em post anterior. Isso sem contar na história do mascote da banda, a caveira Eddie Hunter, muito atrelada na imagem da banda e em todas as capas de álbum.

Escutem um “cadinho” o que preparei para vocês:

A música é muito boa, mas o clipe… (kkkkkkkkkk)

Punk Rock

Marcado pela sonoridade pesada, debochada, de visual completamente agressivo (rebites, coturnos, moicanos coloridos, alfinetes, correntes, roupas rasgadas, etc) e com músicas de curtas durações, o Punk não somente é conhecido como gênero musical, mas como um movimento cultural, visando protestar e chamar atenção para problemas sociais e, principalmente políticos.

Exemplo disso foi a repercussão dada à música God Save The Queen, do Sex Pistols.

É daí que se extrai tantas inspirações fashionistas e emblemas de bandas (tal como do Ramones) que muitas pessoas usam e nem percebem a influência e berço do Punk, tal como fazer com que as pessoas te aceitem como você é, de estampar a diferença entre gostos diversos (sem estereótipos falsos) e a ideia de “faça você mesmo” (do inglês Do It Yourself – DIY), já que a regra era ter de rasgar e deixar com aspecto destruído as próprias roupas, sem se enquadrar no estilo “punk de boutique”.

As regras musicais aqui são desprezadas. O importante é tocar a música com o barulho desejado e “passar a mensagem”.

O punk pode ser resumido, simplesmente, pelo anarquismo e música de protesto.

God save the queen

Her fascist regime

It made you a moron

A potential H bomb

God save the queen

She ain’t no human being

There is no future

In England’s dreaming

Don’t be told what you want

Don’t be told what you need

There’s no future

No future, no future for you

God save the queen

We mean it ma’am

We love our queen

God saves

God save the queen

‘cos tourists are money

And our figurehead

Is not what she seems

Oh God save history

God save your mad parade

Oh lord God have mercy

All crimes are paid

When there’s no future

How can there be sin

We’re the flowers

In the dustbin

We’re the poison

In your human machine

We’re the future

Your future

God save the queen

We mean it ma’am

We love our queen

God saves

God save the queen

We mean it ma’am

There is no future

In England’s dreaming

No future, no future

No future for you

No future, no future

No future for me

No future, no future

No future for you

No future, no future

No future for You!

Deus salve a rainha

Seu regime fascista

Fez de você um retardado

Bomba-h em potencial

Deus salve a rainha

Ela não é um ser humano

Não há futuro

Nos sonhos da inglaterra

Não diga o que você quer

Não diga o que você precisa

Não há futuro

Sem futuro, sem futuro para você

Deus salve a rainha

Nós queremos isso, madame

Nós amamos nossa rainha

Deus a salve

Deus salve a rainha

Porque turistas são dinheiro

E nossa representante

Não é o que parece

Oh Deus salve a história

Deus salve sua louca parada

Oh senhor Deus tenha piedade

De todos os crimes pagos

Quando não há futuro

Como pode haver pecado

Nós somos as flores

Na lixeira

Nós somos o veneno

Em sua máquina humana

Nós somos o futuro

Seu futuro

Deus salve a rainha

Nós queremos isso,madame

Nós amamos nossa rainha

Deus salve

Deus salve a rainha

Nós queremos isso,madame

Não há futuro

Nos sonhos da inglaterra

Sem futuro, sem futuro

Sem futuro para você

Sem futuro, sem futuro

Sem futuro para mim

Sem futuro, sem futuro

Sem futuro para você

Sem futuro,sem futuro

Sem futuro para você

Época boa em que Green Day não era tão… Emo:

Essa linha se desenvolveu até as influências do Pop e Rock alternativo em meados dos anos 80 e que fizera desencadear o Grunge e o Hardcore, resultando em composições mais melancólicas e apáticas, além de vocal mais desesperado, principalmente no Harcore, tão presente entre skatistas.

Um dos melhores clipes que já assisti:

No próximo post, relacionarei músicas dos subgêneros do Heavy Metal, a última parte do fluxograma.

Anúncios