O Menino do Pijama Listrado, de John Boyne

Para combinar e incrementar o post desta semana da categoria …Action!, mencionarei minhas considerações desta profunda obra literária, escrita por John Boyne: O Menino do Pijama Listrado.

20150531_132250 20150531_132446 Um dos Best Sellers mais triste e tenso que já li. Um livro que se lê com pesar, misturando a ficção do relacionamento de uma amizade, com fatos que sabemos ter ocorrido, infeliz e repulsivamente.

 20150531_132421 Eu queria citar algum trecho do livro, mas ele é tão fino e prende tanta atenção que nem compensa citar, até porque cada parte e, principalmente os diálogos, são extremamente marcantes, sem exceção.

Como se pode notar, o próprio livro se limita à sinopse.

A história, que se passa durante a iminência de bombardeios em Berlim na 2ª Guerra Mundial, é envolvida sob o olhar puro de um menino alemão e filho de um soldado rigoroso e renomado, próximo do círculo de convivência de Hitler e fervoroso aos objetivos de seu “Führer”, que não entende as razões de preconceitos sobre os judeus.

A sensação da inocência do garoto, digna de qualquer infância, é intrínseca no livro, a começar pelo fato de se mudarem de casa (por razões de segurança) e o garoto fazer tanto comparativos e descrições sobre os cômodos de cada uma.

A obra serve de metáfora acerca do povo alemão que nascera estigmado ou com cicatrizes histórias e sentimentais ou ainda de determinada “carga de culpa” sobre as atrocidades cometidas por seus ascendentes sobre atos desumanos jamais mensurados, ou seja, de que não poderiam e não podem carregar tais chagas.

Vale muito a leitura!

Ficha técnica:

Título original: “The boy in the striped pyjamas: a fable”

Editora: Companhia das Letras

Tradução: Augusto Pacheco Calil

Foto de capa: Random House Children’s Books

Gênero: Ficção – literatura irlandesa

ISBN: 978-85-359-1112-1

Edição: 1ª (2007) – 16ª reimpressão

Páginas: 186

Anúncios