Para Sempre Lilya

Ontem eu devia ter publicado este post para lembrar o dia nacional de combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes (18/05), mas não o fiz porque estava muito gripada e… Ainda estou (nunca espirrei tanto na minha vida).

Mas, enfim, não deixarei passar esta data em branco para refletirmos sobre a prática repugnante (que me falta até outros adjetivos) acerca do tráfico internacional de pessoas, principalmente para exploração sexual.

 Para Sempre Lilya é um filme sueco que conta a história de uma garota que passa por imensas dificuldades de sobrevivência, sem quaisquer perspectivas de qualidade de vida num lugar antigo da União Soviética, com reflexos de destruição pós-guerra e que ainda se vê abandonada pela própria mãe, até ser seduzida por um rapaz que lhe promete uma vida “digna” na Suécia.

Acho que contar o restante é desnecessário, né?!

As cenas são fortes (em todos os aspectos) do começo ao fim.

O filme não é hollywoodiano, então não espere que haja alguém com garra heroica para reverter alguma situação, tal como “Busca Implacável”, por exemplo.

Aliás, devo ainda destacar que as produções cinematográficas suecas são muito boas e intensas. Exemplo disso é o filme “Os homens que não amavam as mulheres”, da série Millennium.

O diretor de Para Sempre Lilya também é poeta, o que justifica o desfecho no filme… A visão inocente de uma vida tão castigada e a redenção. Só assim para desfrutar de absoluta paz.

A primeira vez que assisti e descobri este filme foi através da TV Cultura, na Mostra Internacional de Cinema.

Destaque também para a trilha sonora, com a impactante e famosa música Mein Herz Brennt, da banda alemã Rammstein e a música (em russo) Nas Ne Dogonyat (Нас не догонят), da dupla também russa t.A.T.u (versão inglesa: Not gonna get us).

Confira o trailer:

Ficha Técnica:

Sinopse: Lilya (Oksana Akinshina) tem 16 anos e vive em um subúrbio pobre, em algum lugar da antiga União Soviética. Sua mãe mudou-se para os Estados Unidos, com seu novo marido, e Lilya espera que ela lhe envie algum dinheiro. Após algum tempo sem receber notícias nem qualquer quantia dela, Lilya é obrigada a se mudar para um pequeno apartamento, que não possui luz nem aquecimento. Desesperada, ela recebe o apoio de Volodya (Artyom Bogucharsky), um garoto de apenas 11 anos que de vez em quando dorme no sofá de Lilya. A situação muda quando Lilya se apaixona por Andrei (Pavel Ponomaryov), que a convida para iniciar uma nova vida na Suécia. Apesar da desconfiança de Volodya, Lilya aceita o convite e viaja com Andrei.

Título Original: “Lilja 4-ever”.

Diretor: Lukas Moodysson

Produção: Memfis Film International, Det Danske Filminstitut, Film i Väst

Distribuição: Califórnia Filmes

Gênero: Drama

Elenco: Oksana Akinshina, Artyom Bogucharsky, Lyubov Agapova, Liliya Shinkaryova, Elina Benenson, Pavel Ponomaryov, Tomasz Neuman, Tõnu Kark

Lançamento: 23/08/2002

Música: Nathan Larson

Figurino: Denise Östholm

Fotografia: Ulf Brantås

Duração: 109 min.

Classificação: 18 anos.

Anúncios