I Scream for you Bruce Dickinson!

Booklet-6

Como o preconceito que muitas pessoas carregam sobre o heavy Metal prejudique tantos ouvidos ansiosos e despertos para conhecer cantores tão bons no cenário musical em geral.

Bruce Dickinson, cantor e compositor britânico nada mais nada menos que integrante da maior banda de Heavy Metal, o Iron Maiden, encara tal ofício realmente como mais uma profissão, lavando a sério sua trajetória musical, pois não a fez sua carreira ao acaso, vez que já provou não depender exclusivamente de sua fama e peculiar timbre de voz.

Com muitas de suas facetas, Bruce acumula em extraordinário currículo: historiador, escritor, piloto de avião e com

conhecimentos no sistema ferroviário, apresentador de programas de rádio pela BBC e de TV no Discovery Channel, empresário e ainda ministrando palestras e workshops, além de esgrimista, com convite para que participasse dos jogos olímpicos de 88, mas que tivera de recusar por já estar comprometido em turnê com o Iron Maiden, banda que tivera o encargo de substituir Paul Di’Anno, vocalista da formação original, o que fizera com tamanha competência que caíra nas graças dos fãs, sem existir até hoje alguém capaz de substituí-lo.

Assim, Bruce conseguira quebrar a teoria do vocalista substituto agradar melhor os fãs em relação ao artista substituído.

Sua presença de palco é invejável… Canta mesmo, percorre todo o palco, faz trocas de figurino e tudo mais:

Bruce tivera uma carreira solo muito bem sucedida, mas com sonoridade menos pesada da banda que o despontara nas paradas de sucesso.

Recentemente, Bruce fora diagnosticado com câncer na língua que já fora tratado, visto que em estágio muito inicial. Vida longa, Bruce!

Clássicos de sua carreira solo que mais ouço:

Arc of Space;

Man of Sorrow;

Tears of the Dragon;

Omega;

Taking the Queen;

Born in ’58;

The Tower;

Accident of Birth;

Road to Hell;

Tattooed Millionaire.

As seis primeiras músicas são as mais suaves.

Letra de Arc of Space (extraído de http://www.letras.mus.br)

There, on a lonely desert hilltop
The pilgrims huddle closer
Waiting for a sign, the coming silver shrine
The Arc Of Space and time

Truth, oh the truth is never clear
Perhaps again next year
The hope lives on, beneath the blazing sun
One day you’ll come

In my heart I reach you
In my heart I reach out to you
In my heart I touch the face of God
In my dreams somehow

(solo)

In my heart I reach you
In my heart I reach out to you
In my heart I touch the face of God
It’s all a dream(somehow)

Truth, oh the truth is never clear
Perhaps again next year
The hope lives on, beneath the blazing sun
One day you’ll come

Lá, em uma deserta e solitária colina
Os peregrinos se acomodam
Esperando por um sinal, a chegada do santuário de prata
O Arco do Espaço e Tempo

Verdade, ó a verdade nunca é clara
Talvez, de novo ano que vem
A esperança sobreviva, debaixo do sol escaldante
Um dia você virá

Em meu coração eu lhe alcanço
Em meu coração eu chego a você
Em meu coração eu toco a face de Deus
Em meus sonhos, de alguma maneira

(solo)

Em meu coração eu lhe alcanço
Em meu coração eu chego a você
Em meu coração eu toco a face de Deus
É tudo um sonho, de alguma maneira

Verdade, ó a verdade nunca é clara
Talvez, de novo ano que vem
A esperança sobreviva, debaixo do sol escaldante
Um dia você virá

Anúncios