A Orfã – There’s something wrong with Esther.

You’ve got to win a little, lose a little  
Yes, and always have the blues a little
That’s the story of,  
That’s the glory of love (trecho da música Glory of Love, de Jimmy Durante e cantada por Isabelle Fuhrman durante a cena no chuveiro).

E pensar que quando da divulgação do filme eu achava ser, a priori, mais um daqueles filmes desconexos de possessão demoníaca de garotas. Estava errada.

É, pois, um bom filme de suspense acerca de uma mulher que sofre dum distúrbio hormonal e, se beneficiando da aparência infantil, faz-se de órfã para ser adotada, buscando o desfazimento de lares e afetos na insana obsessão de se relacionar com os patriarcas destas famílias.

Muito bem tramado, o filme é metafórico, no sentido de alertar sobre as pessoas que escolhemos em colocar dentro de nossas próprias casas, pessoas estas de feição aparentemente dóceis, mas que já possuem planos de te destruir e retirar tudo o que lhe é seu.

Fica a dica para relembrar este filme a todos que já assistiram.

Ah… E a atuação de Isabelle Fuhrman é impactante, sendo a A Orfã o seu filme de estreia.

Confira o trailer:

Ficha Técnica:

Sinopse: John (Peter Sarsgaard) e Kate (Vera Farmiga) passam por uma tragédia familiar. A perda de um de seus filhos faz com que, embora ainda tenham outros dois – Daniel (Jimmy Bennett) e Max (Aryana Engineer) resolvam procurar ajuda de um orfanato a fim de adotar mais uma criança. Mesmo depois de alertados das dificuldades de se adotar crianças já crescidas, a aparente maturidade e carisma de Esther (Isabelle Fuhrman) os conquista prontamente. A menina, no entanto, mostra-se maléfica, levando toda a família à loucura.

Título Original: “Orphan”.

Diretor: Jaume Collet-Serra.

Produção: Joel Silver, Susan Downey, Leonardo DiCaprio e Jennifer Davisson Killoran.

Distribuição: Warner Bros. Pictures.

Gênero: Suspense.

Elenco: Vera Farmiga, Isabelle Fuhrman, Peter Sarsgaard, Aryana Engineer, Jimmy Bennett e CCH Pounder.

Lançamento: 22/07/2009.

Música: John Ottman.

Figurino: Antoinette Messam.

Fotografia: Jeff Cutter.

Desenho de Produção: Tom Meyer

Duração: 123 min.

Classificação: 16 anos.

Anúncios